Educação

Hoje pela primeira vez, a Bahia vive o dia da Dulce dos pobres


O Dia da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres será celebrado pela primeira vez no sábado (13), em Salvador. Como parte do ritual católico, Irmã Dulce conquistou a data após ter se tornado beata, em cerimônia realizada no dia 22 de maio, que reuniu multidão de fiéis, personalidades, autoridades religiosas e políticas, como a presidente Dilma Rousseff.

Uma missa será presidida pelo arcebispo de Salvador Dom Murilo Krieger, às 9h do sábado, no Santuário da beata, que fica na sede das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), no bairro do Bonfim, na capital baiana. Às 17h, está programada uma procissão, que sairá do Santuário em direção à Igreja do Senhor do Bonfim.

saiba mais…

De acordo com a Osid, a data faz referência ao dia em que a beata participou da cerimônia de “vestição do hábito” para permissão de seu ingresso em uma congregação sergipana. A cerimônia aconteceu em 1933. Na ocasião, Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes passou a se chamar oficialmente de Irmã Dulce, em homenagem à mãe, Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes.

Após a conquista da beatificação, o último passo para Irmã Dulce se tornar santa é a canonização. De acordo com a assessoria de comunicação da entidade, existe um memorial com mais de sete mil relatos de milagres (é necessário a comprovação de um segundo milagre para a canonização). Eles estão sendo estudados, mas ainda não previsão do caso que será enviado ao Vaticano.

G1


 

Previous post

Reynaldo Gianecchini falará sobre seu estado de saúde em entrevista

Next post

Festa no José e Maria pra entrega da AME Lia Bezera

No Comment

Leave a reply