AdministraçãoArtigo

CÂMARA DE VEREADORES PETROLINA: POLÍTICA ARTIFICIAL E A POLÍTICA MEDIEVAL

O homem não é um animal político! Em geral, qualquer associação que se possa chamar de política,ela é artificial,  ela é construída pelos homens a partir de pactos ou contratos sociais. É preciso construir uma nova ciência politica, e para que ela seja construída, é preciso desconstruir  o que até agora temos visto.

Uma cidade como Petrolina, merece mais dos seus vereadores, mais dos seus políticos. Todas as terças e quintas-feiras, quando vamos à Casa do povo em Petrolina, para acompanhar os trabalhos legislativos, saímos de lá com uma só certeza: Petrolina não merece debates infantis, debates de meninos, jogo de esconde-esconde, arrumadinhos, olheiros, vigias e uma série de práticas medievais, que lembram tempos ruins da nossa história.

A Casa Plínio Amorim, virou casa de disputa religiosa, onde cada um defende seu pastor, seu padre, seu pai de santo, sua espiritualidade.Debates sérios como o que foi levantado pelo vereador Gabriel Menezes, sobre as contas da imprensa, que em Petrolina tem recebido uma bolada em dinheiro, são reprovados, são vistos como afronta ao poder executivo, que insiste em não ser transparente e esconde os  privilegiados  na cidade. Homens que se dizem donos da informação, são beneficiados com contratos caríssimos para abafar noticias que prejudiquem a imagem de quem está com o poder nas mãos, e que nesse momento tenso de transição para uma nova eleição, precisam ser resguardados para que sejam bem avaliados pela povo, por que não precisa saber dessas coisas. Uma vergonha!

Uma Câmara medieval, que desrespeita direitos da mulher, que é homofóbica, que é antissemita, que é discriminatória. Vimos uma jornalista ser discriminada em plenário, vimos a vereadora Cristina Costa ser agredida verbalmente por colegas da Casa, só por ser mulher e ter posição firme, vimos gays sendo taxados , só por que resolveram expor suas idéias e concepção de arte,vimos a intolerância religiosa só  por que alguns cristãos resolveram comemorar os 500 anos da reforma protestante. É desse jeito que as coisas estão andando na Câmara de Petrolina. Vereadores que por terem imunidade parlamentar, distorcem direitos, chamam pessoas comuns de ladrão, só por que tem uma empresa contratada pela prefeitura, vereadores que  se escondem por trás do escudo do fôro privilegiado.

Cabe ainda ressaltar o uso cada vez mais frequente de títulos religiosos por parte de certos Edis que  pretendem ser  representantes dos cristãos religiosos. Uma marca da Reforma Protestante é sua diversidade de organização e pensamento; logo, ninguém está autorizado a falar ou representar, na política partidária, os cristãos evangélicos ou cristãos católicos.

Eu não sei aonde vai parar tais insanidades.É preciso mudança de pensamento,é preciso mudança de atitude.Que ela venha.

Cauby Fernandes
Previous post

GEDDEL QUER SABER QUEM DENUNCIOU BUNKER DOS R$ 51 MILHÕES

Next post

POLICIAL MILITAR REAGE A ASSALTO E MORRE NA ZONA RURAL DE PETROLINA

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image