EconomiaFruticultura

PRODUÇÃO DE UVAS NO VALE TEM UM DOS MELHORES MOMENTOS E DEVE FECHAR O ANO COM 50% DE AUMENTO NAS EXPORTAÇÕES

As exportações de uva de mesa, em Petrolina, no sertão do São Francisco, o maior produtor e exportador da fruta do país, devem fechar o ano com um balanço comercial positivo. É o que apontam dados coletados pelo Sindicato dos Produtores Rurais do município (SPR), que mostram um crescimento de 47,9% da exportação da uva petrolinense, entre os meses de janeiro e outubro de 2017, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Os produtores já comemoram o movimento de U$ 42,5 milhões comercializados até o momento.

 

 

Os dados apresentados pelo boletim de novembro do SPR indicam que Petrolina enviou para o mercado externo até agora 20,2 milhões de kg de uva, isso representa 71,35% das exportações nacionais da fruta. Para o presidente do sindicato, Jailson Lira, o saldo azul se deve à qualidade da uva de mesa produzida na cidade e aos investimentos em tecnologia feitos pelos produtores. “Isso tem ajudado a ampliar nossos horizontes no cenário internacional”, disse.

Principais países concorrentes do Brasil, o Chile, Índia, África do Sul e o Peru também têm se destacado no cenário de exportações mundial. O boletim do Sindicato dos Produtores Rurais destaca ainda que 96,4% da uva chilena exportada em 2016 para a Europa foi enviada entre março e maio. Estes números chamaram a atenção dos produtores brasileiros e particularmente os petrolinenses, que investiram em intercâmbios, mais qualidade e diplomacia.

“A nossa exportação para a Europa cresce muito nos meses de outubro, novembro e dezembro, quando ultrapassamos os 55,2% das uvas comercializadas para lá. Nossa produção está com excelente qualidade, então nossa perspectiva é que corra tudo bem e fechemos o ano superando as expectativas, apesar da crise hídrica que enfrentamos com o baixo nível da barragem de Sobradinho”, ressaltou Jailson Lira.

As estatísticas do SPR mostram também os quatros principais importadores da fruta petrolinense em 2016: a Holanda com 10.470.126 kg importados; Reino Unido com 6.385.991 kg; Alemanha com 836.367 kg; e a Argentina, que consumiu 674.179 kg da uva de mesa. O Boletim do sindicato, ainda destaca o número de empregos da cultura da uva em Petrolina, na ordem de 11.783, além dos dados de produção e postos de trabalho gerados pelo cultivo e comercialização da manga no Vale do São Francisco.

CLAS Comunicação & Marketing

Previous post

MAIS DE 400 ALUNOS PARTICIPARÃO DA CANTATA NATALINA ESTE ANO EM JUAZEIRO

Next post

CIDADES DO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO EM PERNAMBUCO, FICARAM PARTE DA MANHÃ SEM ENERGIA

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image