Administração

CELPE SERÁ INVESTIGADA POR DESVIO DE FINALIDADE DAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS

O advogado Antônio Campos protocolou um pedido de abertura de inquérito civil na Procuradoria Regional da República para a Celpe e a Aneel sejam investigadas. No documento, Campos fala em desvio de finalidade das bandeiras tarifárias em detrimento do consumidor e aumento abusivo das tarifas de energia elétrica da Celpe.

De acordo com o advogado, estudos do Tribunal de Contas da União (TCU) demonstram que as bandeiras tarifárias têm sido utilizadas como instrumento de aumento de preço de forma ilegal e abusiva, havendo desvio de finalidade.

“Além de obrigar o consumidor a antecipar às distribuidoras de energia cerca de R$ 21,6 bilhões, de 2015 a fevereiro de 2018, o desvio de finalidade das bandeiras evidenciou que a Aneel usou o sistema como mecanismo de arrecadação, deixando para o segundo plano a sinalização de preços ao consumidor”.

Em relação ao que considera aumento abusivo das tarifas de energia elétrica da Celpe, Antonio Campos argumenta que a empresa vem reajustando suas tarifas acima da inflação e tendo ganhos arbitrários, em cima dos consumidores, desde a sua privatização, em 2000.

“Nos últimos 17 anos, a Celpe reajustou em 195,46% a tarifas de energia, para uma inflação de 115,21%, sendo o percentual em 80,25% superior à inflação desde a privatização. Nos últimos dez anos, tivemos um reajuste de 78,85% para uma inflação de cerca de 61,05% no mesmo período, com um aumento de cerca de 18% acima da inflação, nos últimos 10 anos. Ou seja, após a privatização as tarifas de energia elétrica subiram além da inflação, em patamar superior a 15%”, afirma.

“Essa discussão é atual porque demonstra que a privatização da Celpe não gerou ganhos para os consumidores, sendo os reajustes abusivos e superiores à inflação, como também é preciso uma maior fiscalização nas agências reguladoras. Certamente a privatização da Eletrobrás, se efetivada, agravará mais ainda tais perdas por parte dos consumidores”, defendeu o advogado Antônio Campos.

FolhaPE

Previous post

PREFEITURA DE PETROLINA CONVIDA POPULAÇÃO PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE DISCUTIRÁ REESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO

Next post

PROGRAMA PETROLINA LEGAL GARANTE REGULARIZAÇÃO DOS IMÓVEIS DE MIL FAMÍLIAS DO NOVA VIDA I E II

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.