Ação SocialCostumes

SEGUNDA OFICINA TERRITORIAL DE COMBATE AO RACISMO INSTITUCIONAL É REALIZADA EM JUAZEIRO

Juazeiro está sediando nesta quarta e quinta-feira a 2ª Oficina Territorial do Projeto Combate ao Racismo Institucional: “A Contribuição da Economia Solidária para a Sensibilização de Gestores Públicos com Comitê Gestor e Conselhos”. O evento que acontece na UNEB é realizado pela Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES). A Secretária Cida Gama participou na manhã de ontem (16) da abertura da oficina.

O objetivo do projeto é difundir a temática através da formação de 500 gestores públicos estaduais e municipais, além de contribuir para o desenvolvimento de uma rede de combate ao racismo institucional em todo o Estado da Bahia. “É importante conhecer a dimensão de um projeto como este, participar e pôr em prática o que nos é passado aqui. A primeira oficina já conseguiu plantar uma mensagem com importantes diálogos e hoje estamos dando continuidade. Juazeiro já evoluiu no que diz respeito à Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial, mas é essencial que o aprendizado seja constante e o Estado tem sido grande parceiro nesse crescimento”, ressaltou a secretária Cida Gama.

A 2ª Oficina Territorial do Sertão do São Francisco tem como finalidade o encaminhamento do processo formativo iniciado na 1ª Oficina, realizada em novembro de 2017, vinculado a uma postura dialética e plural. Segundo os organizadores, a ideia é construir um conhecimento novo, significativo e eficiente na orientação da gestão das políticas públicas de Promoção da Igualdade Racial, tendo como estratégia a Economia Solidária. “Quando falamos de racismo institucional reconhecemos que o Estado é o maior produtor de racismo nos diversos espaços e está na nossa mão fazer a diferença. O estado racista não surge do acaso e precisamos combatê-lo. Ficamos imensamente felizes por esta adesão e por encontrar uma rede tão bem estruturada aqui no município e no território como um todo”, afirmou a representante da SEPROMI, Cléia Costa.

A oficina tem como público alvo gestores das áreas da saúde, educação, assistência social, segurança pública, representantes dos Centros Públicos de Economia Solidária, dos SineBahia, dentre outros, mesmo que não tenham participado da primeira oficina. Representantes de Canudos, Sobradinho, Sento Sé e Uauá participaram das atividades desta quinta-feira.

Fabiana Diniz Tavares

Previous post

LEITORA DENUNCIA COBRANÇA DE MULTA INDEVIDA DA ZONA AZUL EM JUAZEIRO

Next post

CARAVANA DO 'MAIO AMARELO' LEVA CONSCIENTIZAÇÃO DE TRÂNSITO SEGURO À ZONA RURAL DE PETROLINA

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.