Ação Social

AÇÕES EDUCATIVAS MARCAM DIA D DA CAMPANHA ‘FAÇA BONITO. PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES’

Desde o início do mês de maio a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) realiza ações da Campanha ‘Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes’. O dia 18 de maio, foi o Dia D da campanha nacional, as atividades foram intensificadas com um trabalho educativo enfatizando o enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

O objetivo da campanha realizada anualmente é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. De acordo com a equipe da SEDES, o objetivo de incentivar e encorajar as pessoas a denunciarem casos de violência sexual envolvendo crianças e adolescentes está sendo alcançado.

Estamos com ações na sede e interior do município e as pessoas abordadas têm parado para nos ouvir. É importante que a sociedade entenda a importância da denúncia, saiba que temos um disque denúncia disponível onde tudo pode ser feito em anonimato e toda uma rede de proteção à criança e adolescente acessível no município”, destacou Cida Vieira, coordenadora do PETI.

Na programação da campanha estão ainda palestras, rodas de conversas, abordagens sociais noturnas, apresentações teatrais, atividades lúdicas e ações educativas acerca do tema nos cinco Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), escolas da rede pública e privada, associações de moradores e clubes de mães. “O município abraçou esta causa e estamos nas ruas para alertar pais, mães e toda sociedade para a importância de combatermos esse mal. Precisamos estar alertas”, afirmou a pedagoga Edna Rocha.

O Dia D da campanha no dia 18 de maio foi instituído por lei federal como o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e a Exploração Sexual. Durante toda manhã de hoje foram realizadas atividades de panfletagem, sensibilização, orientação relativas ao tema na área central da cidade.

Para a diretora de Proteção Especial Fátima Macedo, é preciso chamar a atenção da sociedade, das famílias e das escolas para a gravidade da situação. “Se não prestarmos atenção à mudança de comportamento, baixo rendimento escolar, situações de agressividade e isolamento, dentre outros sinais visíveis que as crianças e os adolescentes que são vítimas, nos transmitem, as situações se agravam e mais casos irão acontecer”, destacou.  Ela chama atenção ainda para a necessidade de punição. “Precisamos investigar e denunciar as situações identificadas, para que as medidas necessárias sejam aplicadas de fato. Todos precisam entender que abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes é crime e não podemos nos calar”, completou.

Quem quiser denunciar casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes pode usar o disque 100 ou procurar os órgãos de garantia de direitos como CREAS, CRAS, Conselho Tutelar, Vara da Infância e Promotoria. As atividades da campanha seguem até o final do mês.

Previous post

FALTA DE RECURSOS AMEAÇA O PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

Next post

GOVERNADORES DO NE PEDEM EM CARTA RETOMADA DE OBRAS DO FIOL E SAÍDA DA CHESF DA ELETROBRAS

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.