EducaçãoMeio Ambiente

META 1 DO PARQUE FLUVIAL LEVA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A ESTUDANTES DA REDE PÚBLICA

Uma série de atividades ligadas ao projeto de construção do Parque Fluvial vêm acontecendo paralelo à obra, a exemplo das oficinas de educação ambiental que integram a Meta 1 do equipamento. Na manhã dessa quarta-feira (08), os alunos do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães de Juazeiro participaram no auditório do colégio da oficina: ‘Orla Fluvial – uso Sustentável e sua função na qualidade ambiental e vida dos moradores’.

A oficina realizada pela empresa Progesol, contratada pela Prefeitura de Juazeiro através de processo licitatório para desenvolver as atividades da Meta 1, foi conduzida pelo engenheiro civil responsável pela obra Lucas Souza, que apresentou para os alunos todo o projeto, o que já foi executado, o que está em execução, com destaque para a preservação ambiental, a qualidade de vida da população e o uso sustentável do equipamento.

“Com a revitalização de todo o espaço, onde serão ofertados ambientes de socialização, lazer e práticas esportivas, entendemos que o sentimento de acolhimento deve ser desenvolvido e a Educação Ambiental é o caminho para promover essa conscientização em toda a comunidade juazeirense. Durante as oficinas tentamos mostrar a transformação do espaço e fazer com que a comunidade entenda as melhorias diretas e indiretas que o equipamento oferece e de que forma a comunidade pode colaborar para mantê-lo”, explicou Lucas Souza.

O estudante do 1º ano Mario Gabriel Silva, de 15 anos se mostrou surpreso com uma obra que investe recurso na educação ambiental. “Conheci o projeto e hoje estou ciente de como a obra vai investir na preservação de parte da margem do nosso rio, vamos ter um espaço de lazer e que cabe a nós também fazermos a nossa parte. Gostei bastante”, disse o aluno.

Já a estudante Ana Luísa Araújo, considera que a realização das oficinas é uma ótima ferramenta de divulgação do projeto Parque Fluvial. “Sempre passo na orla e vejo os trabalhadores, mas não sabia do que se tratava e também nunca tive a curiosidade de perguntar. A oficina de hoje fui muito esclarecedora, tenho certeza que assim como eu muitos outros jovens também não sabiam da intervenção e com as oficinas vão passar a conhecer o projeto”, declarou.

Parque Fluvial – O projeto executado pela Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) é fruto de uma parceria do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) do Ministério do Meio Ambiente e do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal (CEF), e conta com ainda força tarefa que envolve várias secretarias municipais: SEDUC, SAAE, SESP, SEDIS e SECULTE.

A intervenção iniciada em novembro de 2017 até o momento já executou a implantação de academias da saúde, parques infantis, 98% da extensão da pista de Cooper, ciclovia em toda a extensão do parque, recuperação do campo de esportes, das quadras poliesportivas e de areia. Ainda vai executar estruturação e ordenamento do mirante e criação de um atracadouro náutico, reaproveitamento da cobertura do espaço onde estão localizados os bares do M para a criação de um terminal hidroviário. As barracas que ficavam próximas a Marinha, já foram retiradas da margem do rio por questões ambientais e serão ordenadas e padronizadas na área da calçada que será ampliada.

Por Gardennia Garibalde/SEDUR

Previous post

COMERCIÁRIOS DE PETROLINA E O SINDICATO PATRONAL NÃO CHEGAM A UM ACORDO SOBRE O NOVO PISO SALARIAL DA CATEGORIA

Next post

DIRETO DE SENTO SÉ

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.