Educação

HORÁRIO DE VERÃO COMEÇA DOMINGO, NO 1º DIA DO ENEM 2018: VEJA A HORA DO LOCAL DE FECHAMENTO DOS PORTÕES EM CADA CIDADE

Isso quer dizer que, à meia-noite de sábado (3) para o domingo (4), os moradores de dez estados e do Distrito Federal deverão adiantar o relógio em uma hora. Assim, os moradores dos demais estados do Brasil ficarão uma hora a menos em relação ao fuso horário anterior.

No total, o país terá quatro fusos horários diferentes, mas o horário de fechamento dos portões para o início da prova do Enem acontecerá na mesma hora, seguindo o horário de Brasília: 13h. Quem se confundir com o horário local e chegar atrasado perderá o exame.

Veja abaixo os detalhes sobre o horário de verão deste ano e os horários locais de fechamento dos portões do Enem em cada estado:

Quais estados precisam adiantar o relógio no dia 4?

Segundo o decreto, dez estados, além do Distrito Federal, precisarão adiantar o relógio em uma hora.

  • Região Sul: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná
  • Região Sudeste: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais
  • Região Centro-Oeste: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal

Como o horário local em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul atualmente já está uma hora atrás de Brasília, essa diferença continua igual. Isso quer dizer que o fechamento dos portões nesses dois estados acontece às 12h do horário local.

Horário das provas (horário OFICIAL de Brasília)

  • Abertura dos portões: 12h (horário de Brasília)
  • Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília)
  • Início das provas: 13h30 (horário de Brasília)
  • Saída permitida a partir das 15h30 sem o caderno de provas.
  • Saída liberada com o cartão de provas: 18h30 (horário de Brasília)
  • Fim da prova: 19h (horário de Brasília)

Horários LOCAIS de fechamento dos portões

13h (fechamento dos portões no horário local)

  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Rio de Janeiro
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • São Paulo
  • Alagoas
  • Amapá
  • Bahia
  • Ceará
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Pará
  • Paraíba
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Sergipe
  • Tocantins

11h (fechamento dos portões no horário local)

  • Amazonas (com exceção de 13 municípios abaixo)
  • Rondônia
  • Roraima

10h (fechamento dos portões no horário local)

  • Acre
  • Amazonas (13 municípios da região sudoeste: Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença e Tabatinga)

Enem 2018: veja o horário LOCAL de fechamento dos portões do exame nos dias 4 e 11 de novembro — Foto: Arte G1Enem 2018: veja o horário LOCAL de fechamento dos portões do exame nos dias 4 e 11 de novembro — Foto: Arte G1

Enem 2018: veja o horário LOCAL de fechamento dos portões do exame nos dias 4 e 11 de novembro — Foto: Arte G1

Entenda a mudança no horário de verão

Em setembro, o Ministério da Educação chegou a pedir o adiamento do início do horário de verão para evitar prejuízos aos estudantes que farão o Enem nos dois domingos de 4 e 11 de novembro. O argumento é que a necessidade de adiantar os relógios em uma hora pode confundir os candidatos.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, chegou a comemorar a mudança de data na página dele no Facebook. Em 3 de outubro, ele escreveu: “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria em prejuízos aos participantes”.

De acordo com a Casa Civil da Presidência, o decreto que faria a alteração para o dia 18 não foi publicado no “Diário Oficial da União”.

Procurada pelo G1, a Presidência informou que o governo avaliou o pedido do MEC, porém, não foi possível atender à demanda.

“Conforme decreto assinado pelo presidente Michel Temer, o horário de verão começará no dia 4/11. Não haverá adiamento”, informou a assessoria da Presidência.

Segundo apuraram o G1 e a TV Globo, o governo decidiu manter o início do horário de verão em 4 de novembro em nome da “segurança jurídica”, em razão do decreto já publicado.

A mudança do início do horário de verão de 4 para 18 de novembro foi criticada pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que representa as maiores empresas áreas do Brasil.

A entidade argumentou que a mudança poderia levar passageiros que compraram passagens com antecedência a perderem seus voos. Segundo a associação, cerca de 42 mil voos poderiam ser afetados e pelo menos 3 milhões de passageiros seriam prejudicados.

Previous post

PREFEITURA DE PETROLINA TRANSFERE FERIADO DO DIA DO SERVIDOR PARA AMANHÃ, E FUNCIONALISMO GANHA FINAL DE SEMANA TAMANHO FAMÍLIA

Next post

MILHARES DE ROMEIROS SÃO ESPERADOS PARA AS CELEBRAÇÕES NA GRUTA DE PATAMUTÉ NESTE 1º DE NOVEMBRO

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.