Administração

ALTERNATIVA PARA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA SERIA INSUFICIENTE, APONTAM INTEGRANTES DA FAZENDA

A ideia de Bolsonaro de avaliar alternativa para reformar a Previdência sem mudar a Constituição repercutiu negativamente na atual equipe econômica do governo. Eles consideram a opção “infraconstitucional” insuficiente e acreditam que ela agravaria as diferenças entre os dois sistemas existentes, o dos servidores e o do INSS.

“Não sei o que poderia ser feito de relevante infraconstitucional”, declarou o relator da reforma da previdência na Câmara, Arthur Maia (PPS-BA). Na avaliação de um integrante da equipe econômica, o potencial de economia é muito reduzido se não for discutida idade mínima e não igualar os dois sistemas. “É possível fazer infraconstitucional, mas o receituário não está de acordo com o diagnóstico. É uma reforma insuficiente”, afirmou ao G1.

O governo ainda não divulgou cálculos sobre a economia com eventuais alterações infraconstitucionais, mas, se o projeto que está na Câmara dos Deputados for aprovado, serão economizados R$ 500 bilhões em dez anos, conforme cálculos da atual gestão.

De acordo com um técnico do Ministério da Fazenda envolvido nas discussões sobre reforma da Previdência com a equipe de transição, alterações infraconstitucionais poderiam agravar a disparidade do sistema atual. A reforma que tramita na Câmara prevê a unificação do regime de previdência dos servidores com o do INSS, além de fixação de idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens em um sistema único – a idade mínima começaria aos 53 e 55, respectivamente, chegando até os 62 e 65 anos em 2038.

Como as mudanças infraconstitucionais preveem mais parte alterações no INSS, haveria uma maior disparidade entre os dois sistemas.

Previous post

PREFEITURA RETOMA ÁREA PÚBLICA DE QUASE 30 MIL METROS QUADRADOS OCUPADA NA ESTRADA DA BANANA

Next post

ESQUERDA BAIANA CRITICA FIM DO MINISTÉRIO DO TRABALHO: "É UMA AGRESSÃO"

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.