Administração

INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO DAS RESIDÊNCIAS MÉDICA E MULTIPROFISSIONAL SÃO PRORROGADAS

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informa que foi prorrogado o período de inscrição do Processo Seletivo das Residências Médica e Multiprofissional para o ano de 2019. As inscrições serão efetuadas exclusivamente via internet, por meio do  endereço  eletrônicowww.upenet.com.br, até as 23h59min do dia 25 de novembro de 2018. Estão sendo disponibilizadas 1.342 vagas, sendo 806 para Residência Médica e 536 para o programa de Residência Multiprofissional em Saúde. As provas serão realizadas no dia 9 de dezembro, com resultado final a ser divulgado no fim de janeiro de 2019.
 
O pagamento do boleto bancário para efetivação das inscrições deverá ser efetuado até o dia 26 de novembro de 2018. A data limite para postagem da documentação  também será em 26 de novembro de  2018, no endereço Av. Rui Barbosa, 1599, bairro das Graças – Recife/PE, CEP 52050-000. É de inteira responsabilidade do candidato que os documentos cheguem em tempo hábil à sua destinação. A Comissão não se responsabiliza por nenhum tipo de extravio ou atraso que impeça a chegada da documentação a seu destino.
 
É importante ressaltar que as etapas posteriores constantes no cronograma de execução do processo seletivo terão suas datas mantidas. Dúvidas em relação ao processo seletivo devem ser enviadas para o e-mail iaupe.residenciamedica2019@gmail.com ou pelos telefones (81) 3033.7394 / 3033.7397.
 
NOVIDADES – Adotando as novas diretrizes do Ministério da Educação (MEC), que modificou o programa de residência de Cirurgia Geral em todo o país, a SES incluiu no edital de Residência Médica vagas nas duas novas modalidades propostas pela pasta federal: programa de Cirurgia Geral e o programa de Pré-requisito em Área Cirúrgica Básica. A primeira, com tempo de formação de três anos, confere ao residente título de especialista em Cirurgia Geral. Nesta categoria, o residente também está apto para a segunda modalidade. Na residência de Cirurgia Básica, que tem tempo de formação de dois anos, os residentes não receberão o título de especialista (cirurgião geral). O residente em Área Cirúrgica Básica poderá, ao final do segundo ano, no entanto, concorrer a uma vaga para o terceiro ano. Ambos os programas poderão ser utilizados como pré-requisito para acesso às especialidades cirúrgicas que não são de acesso direto, como cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia pediátrica e cirurgia vascular. No entanto, apenas o programa de Cirurgia Geral (3 anos) servirá como pré-requisito para acesso às área de atuação em vídeo e trauma e para o Programa Avançado em Cirurgia Geral. 
 
Outro destaque no programa de Residência Médica 2019 é a criação das seis vagas em Clinica Médica e duas vagas em Anestesiologia no Hospital dos Servidores do Estado (HSE). “Nos outros anos, o Hospital dos Servidores só contava com residência em Cirurgia Geral. Com a criação de dois novos programas, em Clínica Médica e Anestesiologia, buscamos qualificar o atendimento aos servidores assistidos na unidade”, pontua a diretora Geral de Educação em Saúde da SES, Juliana Siqueira.
 
O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) também receberá dois novos programas: o de Transplante de Rim (duas vagas – R3) e Anestesiologia Pediátrica (duas vagas – R4). “Há a necessidade de qualificar os nossos especialistas em anestesia para cirurgias pediátricas, por isso a importância de um programa voltado para a área. E Pernambuco, por ser referência em captação e transplantes de órgãos, ocupando a primeira posição do ranking de procedimentos renais no norte/nordeste também precisa de residências focadas para esses procedimentos”, comenta Juliana. Outras áreas importantes para a rede de Atenção à Saúde também foram assistidas no programa de Residência Médica, como mastologia, neonatologia, medicina da família e comunidade, pneumologia, nefrologia e geriatria.
 
Já na Residência Multiprofissional, o enfoque em 2019 será na otimização dos serviços da rede oncológica do Estado, com a implementação do programa de Física Médica, que usa os conhecimentos da física para a medicina. Sua aplicação é utilizada, principalmente, na radioterapia. Em parceria com o Real Hospital Português (RHP) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o Governo de Pernambuco financiará novo programa para residentes que desejam se qualificar na área. “A rede oncológica precisa de profissionais preparados para trabalhar nos serviços de radioterapia. O Brasil investe em outros segmentos, como medicina nuclear, mas falta aporte na formação de recursos humanos, o que concentra a demanda apernas nos médicos. De forma inédita, a parceria em Pernambuco possibilita a formação desse novo profissional, buscando diminuir o gargalo existente na rede de apoio ao tratamento do paciente com câncer”, ressalta o coordenador de Residências em Saúde da SES, Thiago Almeida. 
 
As Residências Médica e Multiprofissional são modalidades de pós-graduação destinadas a médicos e profissionais de saúde de diversas áreas, caracterizada por ensino em serviço. Atualmente, o Governo de Pernambuco investe cerca de R$ 75 milhões em formação de especialistas em saúde, na modalidade de Residência. O quantitativo corresponde a 70% do custeio total dos programas no Estado. Nesse contexto, Pernambuco tem se destacado como um dos mais importantes polos formadores de especialistas, atraindo profissionais de todo o Norte-Nordeste. 
Secretaria Estadual de Saúde – PE
Previous post

BOA NOITE

Next post

CONSELHOS DO VELHO SÁBIO

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.