Ação SocialMeio Ambiente

AÇÃO EDUCATIVA DO PARQUE FLUVIAL DISCUTE QUALIDADE DE VIDA E CIDADANIA NESTA SEXTA-FEIRA (14)

 A Prefeitura de Juazeiro, realiza nesta sexta-feira (14) mais uma atividade da Meta 1 – etapa voltada para a educação ambiental, do Parque Fluvial. Com o tema ‘Qualidade de Vida e Cidadania – povo civilizado, rio limpo, parque lindo’, uma oficina educacional promete movimentar o público que comparecer à Orla 2 (área do Vaporzinho), a partir das 7h.

Voltado para a comunidade estudantil, desportistas, cidadãos em geral, o evento que tem como foco desenvolver na população o sentimento de pertencimento e consequentemente de preservação e conservação desse importante equipamento traz na sua programação atividades culturais, dança, esporte, além de um mutirão de limpeza nas margens do Rio São Francisco.

De acordo com a diretora social da SEDUR, Graciele Gomes, essa é a quarta oficina realizada dentro da programação de atividades da Meta 1 do Parque Fluvial. “Qualidade de vida é o termômetro utilizado para medir as condições de vida de um ser humano e é isso que vamos debater e construir juntos: formas e ações que garantem à sociedade uma melhor qualidade de vida, ações essa que serão implementadas no Parque Fluvial. Por isso convidamos toda a comunidade juazeirense a participar desse importante momento de construção”, explica Graciele Gomes.

Parque Fluvial – O projeto executado pela Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) é fruto de uma parceria do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) do Ministério do Meio Ambiente e do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal (CEF) e conta com uma força tarefa que envolve várias secretarias municipais: SEDUC, SAAE, SESP, SEDIS e SECULTE.

A intervenção prevê a implantação de academias da saúde, parques infantis, pista de Cooper e ciclovia em toda a extensão do parque; recuperação do campo de esportes, das quadras poliesportivas e de areia; estruturação e ordenamento do mirante e criação de um atracadouro náutico, reaproveitamento da cobertura do espaço onde estão localizados os bares do M para a criação de um terminal hidroviário. As barracas que hoje ficam próximas à Marinha, já foram retiradas da margem do rio por questões ambientais e serão ordenadas e padronizadas na área da calçada.

Por Gardennia Garibalde/SEDUR

Previous post

FUTURA MINISTRA, DAMARES DIZ QUE SOFREU ABUSOS SEXUAS NA INFÂNCIA

Next post

ÚLTIMO LIVRO ESCRITO PELO POETA MANUCA ALMEIDA SERÁ LANÇADO NESTE DOMINGO NO 'QUINTAL', DIA EM QUE ELE COMPLETARIA 55 ANOS

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.