CuriosidadesInternacional

‘Relógio do Juízo Final’ continua a 2 minutos da 0h, menor tempo desde 1953

A revista “O Boletim dos Cientistas Atômicos”, criada em 1947, decidiu manter o “Relógio do Juízo Final” (“Doomsday Clock“) a 2 minutos da meia-noite na edição publicada nesta 5ª feira (24.jan.2019).

O relógio é uma metáfora que simboliza o quão próximo a humanidade está próxima da própria destruição. Em sua 1ª versão, esteve a 7 minutos do apocalipse. As informações são da Bloomberg.

Parte superior do formulário

A publicação avaliou que os riscos da proliferação nuclear e a emergência do aquecimento global são os maiores riscos para o planeta, marcando o nível mais próximo do “apocalipse” desde 1953, no auge da Guerra Fria.

O Boletim foi fundado em 1945 por 1 grupo de cientistas participantes do “Projeto Manhattan” –programa secreto dos EUA que criou a 1ª bomba atômica. A revista é veiculada, sem custos, a cada 2 meses. A publicação trata dos avanços científicos com possíveis potenciais negativos para o mundo.

Após a Guerra Fria (1945-1991), o Boletim –que considerava apenas o risco de uma guerra nuclear em sua avaliação– passou a incluir variáveis para o relógio, como o aquecimento global, ciberataques e a proliferação nuclear.

O relógio é atualizado todo mês de janeiro e já foi alterado 20 vezes pela revista. A maior distância da meia-noite ocorreu em 1991, quando 1 acordo de redução do arsenal nuclear entre os EUA e a URSS atualizou o relógio para as 23h47.

Um novo anormal: ainda são 2 minutos para a meia-noite” afirma a 1ª edição de 2019, acrescentando que as duas ameaças “foram exacerbadas no ano passado” pelas táticas do uso da desinformação em processos eleitorais, “colocando o futuro da civilização em perigo extraordinário“.

Em 2015, o relógio foi ajustado em 2 minutos, para às 23h57, por conta das “mudanças climáticas descontroladas e a modernização dos já enormes arsenais nucleares”.

Posteriormente, avançou mais 30 segundos duas vezes: uma em 2017 e a outra em 2018, durante o mandato do presidente Donald Trump.

Previous post

ATENÇÃO SELECIONADOS DO PROGRAMA 'APROVA JUAZEIRO, HOJE É O ÚLTIMO DIA DE MATRÍCULA

Next post

Suplente de Jean Wyllys rebate Bolsonaro: “Segura a empolgação”

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.