AdministraçãoSaúde

SAÚDE EM JUAZEIRO ORIENTA POPULAÇÃO PARA MELHORAR SERVIÇOS NO ATENDIMENTO

Para otimizar a oferta dos atendimentos nas unidades que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS) e integram a rede municipal de saúde em Juazeiro a Secretaria de Saúde (SESAU) esclarece à  comunidade como funcionam os serviços e principalmente quais as diferenças entre elas.

De acordo com a secretária de saúde Fabíola Ribeiro a orientação começa pela Atenção Básica, a porta de entrada preferencial do SUS. “As Unidades Básicas de Saúde (UBS), popularmente conhecidas como postos de saúde são locais onde o cidadão pode receber os atendimentos gratuitos essenciais em saúde da criança, da mulher, do adulto e do idoso, além de odontologia, requisições de exames por equipes multiprofissionais e acesso a medicamentos”.

Ainda de acordo com a secretária é na UBS que o clínico geral também pode marcar consultas para procedimentos eletivos e exames mais específicos com especialistas da rede pública ou em clínicas credenciadas à Prefeitura. Já a UPA 24h tem como função reorganizar a urgência e a emergência dos hospitais do SUS. Essas unidades são responsáveis por prestar atendimento de média complexidade, como em casos de vítimas de acidentes e problemas cardíacos.

“A UPA atende, sem a necessidade de encaminhamento ao pronto-socorro hospitalar, uma grande parcela dos pacientes que a procura. Nessa unidade, o usuário é avaliado de acordo com a classificação de risco, podendo ser liberado ou permanecer em observação por até 24 horas ou, se preciso, ser removido ao hospital de referência. Essa remoção é feita através da Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL), onde os profissionais das unidades realizam o preenchimento de necessidade de transferência de paciente e a CRIL regulamenta os leitos na rede credenciada”, destaca a secretária.

Segundo Fabíola, em Juazeiro como já anunciou o prefeito Paulo Bomfim, a busca por melhorias é constante, sempre com o objetivo de chegar pelo menos, próximo à perfeição. Só que são avanços que o usuário vai percebendo aos poucos, à medida que ele utiliza o serviço.

A secretária explica ainda, que existem detalhes que a população deve observar, para que esses avanços possam ser ainda maiores. Entre eles, a diferença para os atendimentos que são realizados na UPA 24h, Unidades Básicas de Saúde, e demais serviços.

“A intenção é que os usuários contribuam com a qualidade da atenção dada a eles, se dirigindo ao órgão correto quando precisar dos serviços de saúde. A maioria dos usuários que hoje procura a UPA 24h poderia ser atendida nas unidades de saúde fazendo o seu acompanhamento correto. A UPA hoje realiza 7,5 mil atendimentos mensais, cerca de 350 atendimentos por dia. O que queremos é que a população entenda que muitas vezes quando esse paciente precisa de um internamento, já passa a depender da regulação, de um leito no hospital. Com trabalho de conscientização, a prefeitura quer mudar essa realidade, já que se cada morador for direcionado à unidade correta, o serviço fica distribuído e dessa forma, a fila para o atendimento diminui em todas as unidades”, finalizou a secretária Fabíola Ribeiro.– 

Gardennia Garibalde/SESAU

Previous post

PRESIDENTE DO STF, DIAS TOFFOLI VISITA DIRETOR DA JUSTIÇA FEDERAL NA BAHIA, Dr. DIRLEY JUNIOR

Next post

Médicos pernambucanos vão às urnas hoje (19) para eleger nova diretoria do simepe

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.