Política

Vereadores da Bancada Oposicionista vão às ruas de Petrolina

É greve porque a coisa é grave e por isso nesta quarta-feira (15) o Brasil parou. Escolas pararam, sindicatos pararam e representações da sociedade civil também pararam e foram às ruas. Estudantes, professores, funcionários públicos de instituições de ensino públicas e particulares e políticos comprometidos com a causa social também pararam o país para alertar sobre as propostas do governo que cortam orçamento das universidades públicas e semeiam uma Reforma da Previdência que é nociva para os trabalhadores.

O Governo Federal bloqueou cerca de 24% dos recursos às instituições públicas de ensino, verbas estas, utilizadas para a manutenção. O protesto diz não ao contingenciamento de verbas para despesas discricionárias, como o pagamento de contas de luz, telefone e água, de terceirizados (como funcionários responsáveis por limpeza, segurança e manutenção) e investimentos (incluindo pesquisas).

Em Petrolina, os vereadores da Bancada de Oposição se juntaram aos manifestantes para dizer não às medidas drásticas que atingem diretamente o povo trabalhador brasileiro.

Um não também à Reforma da Previdência, a PEC 06, que provoca incertezas e o fim da previdência social.

Previous post

Pátio de Eventos da Cohab Massangano está quase pronto para receber São João dos Bairros

Next post

Ao tornar Irmã Dulce santa, papa reforça ideal para novo catolicismo

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.