Ação SocialCidades

Sobradinho socializa informações sobre o combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

No último (18), Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SEADS), através da equipe do Centro de Referencia Especializado em Assistência Social, esteve na rádio São Francisco convidando a população para juntar forças com a gestão no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes de Sobradinho.

O secretario da SEADS, Jailson Souza, a assistente social do CREAS, Lucia Helena Cabral, a conselheira e coordenadora do Conselho Tutelar, Bárbara Menezes e o advogado Patrick Carvalho, explicaram sobre as diversas formas de violência sexual, alertando para a importância da denúncia através do disque 100, como uma forma de prevenção dos crimes.

“A violência sexual pode ocorrer através do abuso sexual ou da exploração sexual. O abuso acontece quando a criança ou adolescente são usados para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes. Temos que estar sempre alertas para observar a situação das crianças e adolescentes que nos cercam, não podemos permitir que eles sejam submetidos a nenhum tipo de violência” explicou o secretario da SEADS, Jailson Souza.

Desde o inicio da semana a equipe do CREAS percorreu a sede e o interior, alertando estudantes, empreendedores locais e a comunidade em geral, sobre a necessidade do combater o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Nosso trabalho não pára aqui, continuamos na luta pela proteção das vítimas de violência sexual e esperamos que toda a população assuma conosco essa responsabilidade. Se você sabe ou suspeita que alguma criança esteja sendo abusada ou explorada, denuncie através do disque 100, que é gratuito, ou procure o conselho tutelar, o CREAS ou a Policia. Toda a equipe destes órgãos está preparada para interferir na situação a fim de proteger as crianças e adolescentes. Quem não denuncia está compactuando com a continuação da violência,” concluiu Jailson Souza.

Ascom PMS

Previous post

OUVINTE DENUNCIA 'SUPOSTA' GUARDA DE TRÂNSITO IRREGULAR EM JUAZEIRO

Next post

Regularização fundiária da Prefeitura de Petrolina volta ao bairro João de Deus

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.