Política

Nome de doleiro teria sido apagado por criador do sistema de propina da Odebrecht

Paulo Sérgio da Rocha Soares, irmão de Luiz Eduardo, ex-diretor da Odebrecht e técnico responsável pelo sistema Drousys, planilha de controle do “setor de propina”, foi pego novamente.

Testemunha na Lava-Jato, Paulo anexou em um dos processos uma planilha com supostamente todos os nomes de doleiros beneficiados pelo esquema da empreiteira. As informações são da Veja.

Mas faltou pelo menos um. O “doleiro dos doleiros” Dario Messer, cuja o apelido no sistema era “flexão”, não aparece na relação.

Ainda conforme a publicação, em inquérito contra o senador Álvaro Dias (Pode-PR), Paulo disse que o e-mail de Samir Assad nunca chegou a ser utilizado no departamento de propina da empreiteira. O problema é que as investigações localizaram registros do endereço eletrônico do empresário.

Previous post

'Eu não estou no Nordeste, estou no Brasil', diz Bolsonaro em discurso em Petrolina

Next post

Moradores do Residencial Dr. Humberto recebem capacitações do projeto Fortalecendo o Semiárido em Juazeiro

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.