Artigo

Lula livre: Não dá mais para “comer gato por lebre”

Por Machado Freire

O Brasil é um país de uma democracia nova que , vez por outra, cambaleia.

Vivemos, ao longo dos últimos 80 anos anos uma série de golpes e contra-golpes, tendo o último abalo à democracia acontecido em 1964, quando perdemos as liberdades democráticas e vivemos longos vinte anos sob o “regime de chumbo”.

Há aqueles que têm saudade do golpe militar de 1964, naturalmente por desconhecerem o que é a perda da liberdade.

Lula, que já havia amargado a ditadura quando era lider sindical (estava preso quando sua mãe morreu), acaba de vencer mais um ato de violência que lhe valeu a perda da liberdade por quase dois anos. Foi acusado de crime e preso antes do julgamento final do processo.

Mas sua liberação só foi possível porque a Justiça “chamou o feito à ordem” e fez valer o que a Constituição de Dr. Ulisses Guimarães exige e vinha sendo descumprido, desde uma vacilada do Supremo em 2016, quando passou a vigorar a prisão em segunda instancia..

Precisamos, agora, mais do que nunca, continuarmos vigilantes a tudo o que acontece na política nacional, regional e local.

Precisamos conhecer melhor a classe política do nosso Município, do Estado e do País.

Precisamos continuar lutando contra a corrupção e a necessidade de mantermos as Liberdades democráticas em defesa de todos dos brasileiros em todos os níveis.

Nós não somos mais crianças para aceitarmos “comer gato por lebre”.

*Machado Freire

 

Previous post

Bolsonaro agora tem oposição de verdade

Next post

Concursos: 14 órgãos abrem inscrições nesta segunda para mais de 2,8 mil vagas

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.