Economia

Com geração anual de energia solar, Petrolina e Juazeiro economizam R$ 19 mi

De acordo com a Aneel, as duas cidades registram um boom na implantação de sistema solares em comparação a 2014.
Viking analisou o resumo de unidades consumidoras com geração distribuída – um relatório mensal por concessionária liberado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), e identificou que Petrolina e Juazeiro, juntas, se aproximam de 900 sistemas solares em funcionamento na região. Isso pode representar até R$ 19 milhões* em redimentos anuais para consumidores das duas cidades, que geram hoje sua própria energia.

Confira um breve cenário para cada cidade a seguir:

Petrolina

Petrolina já conta com 690 sistemas fotovoltaicos (FV) em funcionamento no município. Trata-se de um número bem mais expressivo do que o único sistema solar que na cidade existia em 2014.

Segundo a Companhia Energética de Pernambuco (CELPE), até março de 2020, a unidades consumidoras com energia solar em Petrolina chegam a uma geração anual de aproximadamente 19 megawatts-hora, o que equivale a uma economia de R$ 15 milhões por ano ao bolso do consumidor petrolinense.

Juazeiro

Até o mesmo período, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (COELBA) aponta que Juazeiro já possui cerca de 200 unidades geradoras de energia solar a todo vapor, chegando a gerar anualmente cerca de 3.500 megawatts-hora, que perfazem um rendimento de aproximados R$ 3 milhões por ano ao consumidor juazeirense. Bem diferente do cenário em 2014, em que a cidade acumulava apenas duas unidades com energia solar.

Do sertão nordestino para o Brasil

Petrolina e Juazeiro possuem uma potência total instalada de 13 megawatts, o que equivale a algo em torno de 43 mil painéis solares instalados, tomando-se como base uma potência média de 300 Wp por painel. Essas duas cidades estão entre os mais de 79,9% de municípios brasileiros que já contam com cerca 200 mil sistemas instalados, segundo mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR).

Ainda de acordo com a associação, apenas o investimento acumulado de consumidores residenciais de energia solar no país alcançou uma marca de R$ 5,1 bilhões, sendo as residências responsáveis por 38,9% dos cerca de 2,3 gigawatts de potência instalada em operação (aproximados 16% da potência total de Itaipu Binacional, que é 14 GW).

Hoje, quase toda geração distribuida no Brasil é por conexões de fonte solar fotovoltaica (99,8%), somando R$ 11,9 bilhões de investimento acumulado desde 2012.

*Valor = Potência total instalada (kW) x índice de radiação x 12 (meses) x tarifa de energia.

Previous post

Aglomeração em filas de banco de Juazeiro acende alerta e preocupa sindicato

Next post

O ASSOPRA-E-MORDE DE BOLSONARO

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.