Artigo

Artigo: Pra nunca esquecermos

Ao longo dos anos, foi muito questionado o grau de escolaridade do presidente da República, principalmente quando Lula lançou seu nome para apreciação geral da nação brasileira. Esses falatórios foram tão fortes, que tiveram uma influência negativa, quando ele (Lula) candidatou-se pela primeira vez em 1989, e foi derrotado. Naquela época, e assim como foi agora, o processo eleitoral para a presidência da República foi marcado por muita mentira, calúnia e difamação, objetivando manchar a pessoa dele. Falaram que o mesmo não poderia ser o chefe do estado brasileiro, porque iria mudar as cores da bandeira do Brasil, perseguir os evangélicos e tumultuar definitivamente o país, por ser uma pessoa ligada ao sindicato dos trabalhadores. Então, sua vida fora especulada em revistas, jornais e televisão. Diante de tais circunstâncias negativas, como era extremamente difícil conseguir ganhar as eleições presidenciais.

A maneira como ele alcançou o Palácio do Planalto, levando em consideração as suas raízes, e as condições de vida que ele tinha quando saiu da cidade de Pernambuco, não há nenhuma dúvida, teve a interferência de Deus na condução deste processo. Deus um dia determinou no seu relógio de tempo que tinha que ser assim.

Lula foi um presidente diferente, não ficou restrito na sala do seu gabinete, ar condicionado e conforto. Muitos criticavam suas viagens e andanças. Mas, essa atitude era o desejo de acompanhar de perto o sofrimento das pessoas, de forma específica o negro, o índio, os favelados, as crianças, e aqueles que viviam às margens da linha de pobreza absoluta.

Lula provou para todas as pessoas que o país estava precisando não era de ninguém que tivesse excelente currículo escolar, mas sim de uma pessoa que tivesse amor no coração e vontade política de corresponder aos anseios da população brasileira, demonstrando plena sensibilidade as questões sociais deste imenso país.

Ninguém pode negar, nem mesmo os seus opositores partidários, que ele não deu o seu melhor, a fim de que nosso Brasil fosse mais justo e caminhasse avançando na melhoria do bem estar das pessoas.

Na atual conjuntura em que nos encontramos com problemas concernentes à saúde, à educação, segurança pública, moradia e outras particularidades, embora ele tenha feito muito, um presidente consegue manter em final de mandato um nível tão alto de popularidade, algo invejável. Pois bem, Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu tal proeza.

O presidente governou para os pobres, para os ricos, para a classe média e diversos seguimentos da sociedade, não fez acepção de posição social e status. Todos foram beneficiados através de suas ações.

 

 

Cumpriu seu papel fielmente como presidente, deixou sua marca e fez história. Sem dúvidas, deixará saudades para todos os brasileiros. Dentre seus inúmeros discursos, falou a língua do povo, isto facilitou e muito o sucesso do seu governo.

Por vezes, se confundia a figura do presidente com a de um homem comum, quebrou protocolo, juntava-se à multidão. Foi a sua simplicidade que tornou um dos presidentes mais queridos e populares do Brasil.

O presidente Lula deixou lições de perseverança para todos nós, em relação às várias tentativas de ser candidato ao cargo máximo do país. Aqui abro um parêntese e fecho ao mesmo tempo: Todas as vezes que ele foi candidato à presidência, teve a confirmação do meu voto, porque consegui enxergar nele muita vontade de realizar as grandes transformações em prol de todos os brasileiros.

E

m Sobradinho-BA, tive a oportunidade de vê-lo pessoalmente quando ele se candidatou pela primeira vez, em 1989, infelizmente foi derrotado, porque ainda não era chegada a sua hora. No pleito de 2002, em Petrolina-PE, consegui dar um aperto de mão, dando minha força e contribuição, mesmo no anonimato. Sou suspeito em afirmar isto, mas é a mais pura verdade quanto aos fatos.

Foram oito anos de governo, avançou muito o país em suas mãos e, certamente continuará avançando, pois Deus o quer. Na história ficará registrado para sempre que um nordestino, sobretudo um torneiro mecânico, um trabalhador alcançou o topo, o cargo máximo de um país, a Presidência da República. Foi como se fosse uma compensação pelas lutas e obstáculos que teve em busca da realização do seu grande sonho. Esse presente dado por Deus à pessoa dele, ninguém tira, ninguém anula, foi o pai celestial que o legitimou para ser assim, desafiando a lógica humana, em detrimento das condições em que fora criado por sua saudosa mãe, e como chegou lá!

Finalmente, que Deus ilumine a mente da presidenta que chega bem como cada ministro e suas respectivas pastas. E se ela, Dilma Rousseff, dar continuidade aos projetos e as obras que estão em andamento, e colocar em prática o que prometeu em seu guia eleitoral, quando estava em campanha, certamente registrará sua linda história, como a primeira mulher presidenta do Brasil.

Antonio Damião Oliveira da Silva/Guarda Municipal – Petrolina – PE/Professor de matemática *

 

 

 

Previous post

Juazeirense terá novo uniforme

Next post

Julio Lossio entregará a Avenida do Alto da Boa Vista totalmente revitalizada para a população

No Comment

Leave a reply