Política

Bolsonaro ignora as 4 mil mortes por Covid, ataca a imprensa e diz que resolve ‘o problema do vírus em minutos’

” alt=”” aria-hidden=”true” />

No dia em que o Brasil registrou recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas – 4.195, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde -, o presidente Jair Bolsonaro decidiu voltar a atacar a imprensa. Ele disse que resolve “o problema do vírus em poucos minutos”.

“É só pagar o que os governos pagavam para Globo, Folha, Estado de S.Paulo… Esse dinheiro não é para a imprensa, esse dinheiro é para outras coisas”, declarou o presidente, em interação com apoiadores na porta do Palácio da Alvorada.

“Eu cancelei todas assinaturas de revistas e jornais do governo federal. Acabou. Já entramos no segundo ano sem nada. A gente não pode começar o dia envenenado”, acrescentou.

Uma mulher tentou, em mais de uma oportunidade, perguntar o que o presidente achava das mais de quatro mil mortes por Covid-19 nesta terça. Bolsonaro, no entanto, ignorou o questionamento. Também ironizou o fato de ser chamado de “genocida”.

“O pessoal entrou naquela pilha de homofóbico, racista, fascista, torturador… Agora… Agora é o quê? Agora eu sou… O que mata muita gente, como é que é o nome? Genocida. Agora eu sou genocida”, disse sorrindo.

Um minuto, por favor…

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Previous post

Juazeiro foi a primeira cidade do interior da Bahia a vacinar policiais militares contra a Covid-19

Next post

Prorrogadas as inscrições para composição do Conselho Municipal de Cultura de Juazeiro

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.