Artigo

Câmara de Curaçá fecha às portas e esquece a luta pelo povo

O Poder Legialativo do municipio de Curaçá está com suas portas fechadas há vários meses, não entendemos o porquê, somos conhecedores da situação da doença invisível a covid 19 e que ainda não tem remédio, basta ter alguns cuidados entre eles o isolamento social e distanciamento.

Com tanta tecnologia hoje em dia já disponível também em Curaçá para a realização dessas sessões.

Com um celular nas mãos e um simples aplicativo, pode -se reunir até 39 participantes ao mesmo tempo, em Curaçá temos apenas 13 vereadores.

Tá faltando boa vontade da presidência do poder legislativo curaçaense “casa da cidadania”, quem lembra dessa denominação que retiraram ?

Sugiro ao senhor presidente Januario Brandão, a realização das sessões e o cumprimento na logomarca na documentação oficial e na frente do prédio daquele poder que ainda é denominado de “casa da cidadania”.

Com a realização das sessões legislativas na Câmara Municipal, ai sim, o referido poder vai ajudar e muito ao executivo Municipal e a sociedades como um todo.
O momento é de muita gravidade e atenção que deve ser voltada para o acompanhamento das acoes do executivo no combate ao coronaviros, agora é hora de todos nós nos unirmos em buscas de soluções no combate a covid 19, o poder executivo não pode andar sozinho como uma andorinha vooa, tem que se discutir ações de beneficios para a sociedade entre os poderes.
Adelson Félix

Previous post

Em tempos de isolamento social, plataforma digital vai facilitar vida do consumidor regional

Next post

RECORDE TRÁGICO

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.