Justiça

Ex-funcionário que aplicou golpe na Promatre está com preventiva decretada

Continua foragido,  Carlos Petronio de Sousa, acusado de fraude no setor de compras da Clinica Promatre. Pelo fato ele teve prisão preventiva decretada, após pedido feito pelo Dr Nélio Ferreira Neves, delegado responsável pelas investigações. Segundo inquérito a que o BlogQSPteve acessso, o delegado Nélio Ferreira apurou que a pratica já vinha acontecendo a vários anos. Segundo ele dentre outras ações criminosas, houve falsificação de documentos, alterações indevidas nos pagamentos efetuados no setor de compras, onde ele sua esposa Francicleia Sousa trabalhavam. Ela está indiciada pelo mesmo crime,  e responde em liberdade. 

O caso

A fraude foi descoberta quando o superintendente do Hospital, Pedro Borges Viana Filho, foi até o setor de contabilidade, perguntando sobre a nota fiscal referente a um pagamento com cheque da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 972,00. O cheque, nominal a Marcos França Freire de Sá, proprietário da loja a Geladeira, já havia sido sacado na “boca do caixa”.  O superintendente foi até a loja em companhia de Franciclea Souza Lima, então responsável pelo setor de compras do hospital, e outras pessoas, oportunidade em que comprovou a atitude ílicita do ex funcionário

Previous post

Marcia Cavalcante lança Fernando filho como pré-candidato a prefeito de Petrolina

Next post

Vereadora Anatélia se explica por recebimento indevido de salário do municipio

No Comment

Leave a reply