Política

Nota da reitoria da Univasf, sobre repercussão de matérias veiculadas na imprensa e nas redes sociais

Não é desconhecido que o ambiente político da UNIVASF encontra-se tensionado pela nomeação de um Reitor Pro Tempore, o que acontece pela segunda vez na sua história recente. Tal situação é motivada por previsão legal, e ocorrerá sempre que houver vacância dos cargos de Reitor e Vice-Reitor, situação que ocorreu em meados de abril deste ano com o fim do mandato da então reitoria.

Esclareço que, como gestor pro tempore da UNIVASF, me encontro debruçado diuturnamente no atendimento dos interesses administrativos e acadêmicos desta Instituição, procurando manter seu pleno funcionamento, atuando de forma articulada com a sua missão, o que abrange a manutenção do seu nível de governança, seja na área acadêmica, administrativa e mesmo das suas conexões sociais e políticas, que a mantém ativa e proativa. Somos uma universidade gigante e importante para todo o semiárido nordestino.

A nomeação de um Reitor com mandato definitivo é esperada por toda a comunidade universitária e, provavelmente, o único instrumento saneador desta atual crise, mas sua concretização não depende deste Reitor e, no momento, tampouco do Governo Federal.

Em 01 de junho de 2020.

PAULO CÉSAR FAGUNDES NEVES

Reitor Pro Tempore

Previous post

Prefeitura de Juazeiro intensificou fiscalização no primeiro dia de reabertura do comércio

Next post

Sento-Sé entra no mapa da covid-19 e confirma primeiros casos no município

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.