T.I. (INTERNET)

Nova Empresa de Tecnologia da Informação em Petrolina aumenta expectativa de trabalho

 

A Empresa de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia da Informação e Comunicação do Vale do São Francisco – a Vale Digital, pretende consolidar a gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação do município (TI), dentro do modelo conceitual de Governança em TI, que trará para a região vários ganhos nos próximos anos. O projeto foi aprovado ontem (12) na Câmara de Vereadores de Petrolina e já causa discussões e expectativas de melhorias para o Vale do São Francisco entre profissionais e estudantes nas áreas de TI.

O técnico em TI, Ilkacy Roberto, acredita que com a implantação da empresa, o ramo de Tecnologia da Informação continuará crescendo e gerando novos postos de trabalho. “Uma empresa com esse porte, a ser instalada na nossa região, com certeza obrigará estudantes a olhar com mais seriedade para um setor com tamanha capacidade de expansão e correr urgentemente em busca de uma graduação mais séria, pois ainda vemos por aqui muito amadorismo”, explicou.

Para a coordenadora do Núcleo de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Petrolina, Simone Araújo, o Vale do São Francisco possui muitos profissionais capacitados. Na região, existem cursos de Engenharia da Computação (Univasf), Ciência da Computação (Facape) e Cursos Técnicos de Informática (IF Sertão). Com a implantação da nova empresa, não será mais necessário que estas pessoas se desloquem para outras cidades em busca de emprego. “Os profissionais e estudantes de Tecnologia da Informação da região terão uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho através da Empresa Vale Digital, evitando o deslocamento desses profissionais para os grandes centros em busca de emprego”, destacou.

O profissional em TI, Eduardo Brito, avalia que a proposta de centralização, feita pela Vale Digital, ajudará na tomada de decisões por parte dos gestores. “Hoje em dia, um dos grandes problemas da administração pública é a administração dos diversos sistemas em seus departamentos. Isto dificulta o desenvolvimento da cidade. Com a proposta da Vale digital, além de manter um ambiente homogêneo de software, também será facilitado o compartilhamento da informação entre as secretarias, facilitando a disponibilidade dos dados para a tomada de decisão por conta dos gestores. Com a proposta, Petrolina, mais uma vez, sai na frente com mais um projeto pioneiro”, afirmou.

O Controlador Geral do Município, Josaias Santana, ressalta que, a exemplo de outras grandes cidades no Brasil, construir um modelo de gestão autônoma, colocará Petrolina na condição de protagonista do desenvolvimento e gestão em TI. “A estrutura do município conta com mais de 7.000 servidores e prestadores de serviços em várias áreas que utilizam os recursos de informática para o desenvolvimento das suas funções. Isto requer uma estrutura adequada e uma política de gestão da tecnologia da informação e comunicação alinhada e estrategicamente direcionada para um patamar superior de qualidade nos serviços que certamente essa instituição pública virá a proporcionar. Estas ações colocarão Petrolina como um referencial para outras cidades”, salientou.

Rafael Batista já trabalhou como Coordenador de Desenvolvimento de tecnologia da informação em outro município, e acredita que a ideia vai dar certo em Petrolina. “A centralização das atividades voltadas para a TI facilita o controle de gastos para se adquirir um equipamento, por exemplo. Com a centralização, o corpo técnico dessa empresa faz um melhor controle do que se gasta com TI. Quando o governo é descentralizado, cada secretaria possui seus sistemas e muitas vezes elas tem a mesma finalidade. Com a Vale Digital, acredito que ficará melhor a comunicação entre todos os setores e aumentará a segurança da informação”, enfatizou.


 

Previous post

Curso preparatório para PM e guarda municipal inscreve até dia 15 em Camaçari

Next post

Veja as manchetes dos principais jornais desta quinta-feira

No Comment

Leave a reply