Internacional

EX-PRESIDENTE DA COREIA DO SUL É CONDENADA E ACUMULA SENTENÇA DE 32 ANOS DE PRISÃO

A ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, foi condenada nesta sexta-feira (20) a oito anos de prisão por abuso de fundos estatais e violação das leis eleitorais. A sentença se soma a outra que ela já cumpre pelo caso “Rasputina”, no qual foi condenada a 24 anos de prisão.

Na nova condenação, segundo informações do G1, Park foi considerado culpada por ter recebido 3 bilhões de won sul-coreanos (cerca de US$ 2,6 milhões) de chefes do Serviço Nacional de Inteligência, durante o mandato entre 2013 e 2016.  A sentença por esse crime foi de seis anos de prisão.

A ex-presidente também foi condenada a dois anos de prisão por ter violado leis eleitorais ao interferir no processo de nomeação dos candidatos do próprio partido em 2016.

Park governou a Coreia do Sul entre 2013 e 2016, mas teve seu mandato interrompido por um processo de impeachment. Na época, ela foi acusada de utilizar capital político para forçar grandes conglomerados de empresas a pagar dezenas de milhões de wons a duas fundações controladas por sua amiga Choi Soon-il.

Previous post

JUAZEIRO SEDIOU ENCONTRO DE COMANDANTES DO COMANDO DE POLICIAMENTO DA REGIÃO NORTE

Next post

POSSÍVEL LIMINAR PARA NEGAR REGISTRO DE CANDIDATURA DE LULA PERDE APOIO NO TSE

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.