Esportes

Juazeirense faz preparativos para o primeiro jogo da semi-final amanhã no Adauto Moraes

BN – Assim como o Atlético de Alagoinhas (leia aqui), o presidente da Juazeirense, o deputado estadual Roberto Carlos, também votou pela manutenção da disputa da semifinal do Campeonato Baiano em dois jogos. Cancão de Fogo e o Carcará fazem o primeiro duelo pela vaga na decisão do estadual nesta quarta-feira (29), às 21h30, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. De acordo com o dirigente, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) propôs realizar os confrontos em jogo único devido ao calendário apertado.

“O presidente colocou a proposta da FBF. Para fazer a mudança teria que ser por unanimidade. Chegamos ao acordo de que o regulamento do Campeonato Baiano precisa ser cumprido e a semifinal e final terão que ser em duas partidas. O presidente queria que fosse só uma. Gerou um impasse em relação à final, mas deixamos para discutir isso depois entre os dois clubes finalistas. Seria prematuro definir isso agora. Por exemplo, se o Bahia não for à final está tudo resolvido. O maior impasse é o Bahia, que disputa três competições, Copa do Nordeste, Baiano e Brasileiro, e só tem um time, segundo Bellintani e Vitor Ferraz”, detalhou em entrevista ao Bahia Notícias.

O jogo de volta da semifinal entre o Cancão de Fogo e o Carcará será em Alagoinhas, no Estádio Antônio Carneiro, o Carneirão, no próximo domingo (2), às 16h. Roberto Carlos considera positivo o fato de atuar em casa, mesmo de portões fechados.

“Os municípios tanto de Juazeiro quanto de Alagoinhas já liberaram os estádios para a prática de futebol profissional. Mesmo sem a presença do seu torcedor, é muito importante jogar na sua praça esportiva, no seu campo onde treina e faz seus jogos, psicologicamente é muito positivo para nós”, disse.

Com a classificação à semifinal, a Juazeirense já garantiu vaga na edição de 2021 da Série D do Brasileiro. No entanto, para Roberto Carlos, as ambições do clube de Juazeiro não param por aí.

“Nosso objetivo é maior [do que a Série D], é buscar vaga na Copa do Brasil. A gente sabe que a Série D sem a Copa do Brasil é muito complicada, porque não temos recursos para uma competição extensa como é a Série D nesse formato novo. Além da visibilidade, a Copa do Brasil nos dá recursos financeiros para manter a equipe viva”, explicou o dirigente.

Previous post

Atendimento presencial volta a ser realizado na prefeitura de Petrolina

Next post

Secretaria de Governo e Agricultura retoma atendimento presencial em Petrolina

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.