Política

PoderData: rejeição a Lula sobe e alcança a de Bolsonaro. 50% negam voto no petista; Bolsonaro é rejeitado por 49%

Pesquisa PoderData realizada nesta semana (10-12.mai.2021) mostra que a rejeição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para as eleições de 2022 cresceu e agora rivaliza com a do presidente Jair Bolsonaro. A parcela dos que não votariam “de jeito nenhum” no petista subiu 9 p.p. e atingiu 50%. O chefe do Executivo tem 49%.

As taxas de rejeição dos 2, portanto, estão em empate técnico, dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais da pesquisa. Um mês antes, Lula era o candidato menos rejeitado.

A pesquisa PoderData captou que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) é o mais rejeitado, com 62%. Há 1 mês, sua rejeição era de 55%. Ciro Gomes (PDT) está em seguida, com 58%.

O levantamento mostra, ainda, que o apresentador global Luciano Huck tem a menor rejeição, com 45%. Oscilou 3 pontos percentuais para baixo em relação ao mês anterior.

Eis os índices de rejeição dos possíveis candidatos:

Esta pesquisa foi realizada de 2ª a 4ª feira desta semana (10-12.mai.2021) pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 489 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

DISPUTA PRESIDENCIAL

Caso a eleição presidencial fosse hoje, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estariam numericamente empatados e iriam para o 2º turno. Cada um tem 32%. O resultado dos 2 candidatos variou dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, em relação a 17 de março e a 14 de abril.

A pesquisa expõe ainda que o eleitorado segue dividido em 3 segmentos numericamente próximos: 1 deles vota em Lula, outro em Bolsonaro e outra parcela, de 34%, inclina-se a um dos nomes do chamado “centro”, anula seu voto ou vota em branco. Outros 2% se dizem indecisos.

DESTAQUES DEMOGRÁFICOS

O gráfico a seguir estratifica o voto de cada entrevistado. O Poder360 destaca:

  • sexo – Bolsonaro tem 36% entre homens; Lula, 25%. Entre mulheres, Bolsonaro tem 28%; Lula, 36%;
  • região – Bolsonaro tem 47% no Norte e 38% no Sul. Lula tem 47% no Nordeste e 35% no Centro-Oeste;
  • renda – Bolsonaro tem 38% entre os que ganham de 5 a 10 salários mínimos. Lula tem 50% entre os desempregados ou sem renda fixa.

PODERDATA

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

PESQUISAS MAIS FREQUENTES

PoderData é a única empresa de pesquisas no Brasil que vai a campo a cada 15 dias desde abril de 2020. Tem coletado um minucioso acervo de dados sobre como o brasileiro está reagindo à pandemia de coronavírus.

Num ambiente em que a política vive em tempo real por causa da força da internet e das redes sociais, a conjuntura muda com muita velocidade. No passado, na era analógica, já era recomendado fazer pesquisas com frequência para analisar a aprovação ou desaprovação de algum governo. Agora, no século 21, passou a ser vital a repetição regular de estudos de opinião.

Previous post

Governo da Bahia acende 'luz amarela' e vê possibilidade de nova onda de Covid-19 no estado

Next post

Boa noite

farnesio

farnesio

Petrolinense/Juazeirense de Arapiraca-Alagoas, é radialista com passagens pelas Rádios Jornal do Comércio de Garanhuns e Petrolina, Novo Nordeste de Arapiraca, Emissora Rural, Grande Rio AM e FM de Petrolina, Radio Cidade, Nova Indy e atualmente é âncora do Programa Bastidores da Notícia na Rádio Tropical SAT/FM de Juazeiro e editor do BlogQSP.